terça-feira, 23 de abril de 2019

O meu Coelho da Páscoa

Não é coelho de chocolate , mas sim uma especialidade deste Restaurante " Coelho s/ossos assado na brasa" muito bom que alegrou o nosso Domingo de Páscoa






segunda-feira, 15 de abril de 2019

LUIGIA

Situado bem no centro da Cidade de Genéve situa-se o Restaurante-Pizzaria Italiano " LUIGIA"
É quase que obrigatório cada vez que lá estamos fazer uma refeição de pizza ...nós gostamos e a criançada muito mais....
O local é bem simpático e as variedades de pizzas são muito boas.
Eu não dispenso as " trufas " 

 







sexta-feira, 12 de abril de 2019

segunda-feira, 1 de abril de 2019

Visita ao Museu

Na passada sexta feira a tarde foi  de visita guiada ao Palácio Nacional da República.
Apesar de já lá ter ido,  desta vez foi mais interessante na medida em que como foi visita guiada foi-nos relatados factos com muito interesse.
Não,  não estava lá o nosso Presidente Marcelo Rebelo de Sousa , assim ficou logo de parte a tradicional selfie...foi explicado que quando ele lá está sabe-se.... pois é hasteada uma bandeira verde com o Brasão da República


Entre todos os retratos dos Presidentes da República expostos na Galeria ,  este de Mário Soares destaca-se por não ser tão formal , pintado a óleo pelo Artista  Júlio Pomar








segunda-feira, 25 de março de 2019

Coisas que eu observo

A praia praticamente estava deserta
O mar calmo  e um sol espreitando por uma  ou outra nuvem que teimava em aparecer.
E lá estava ela, a cana de pesca ao sabor da brisa marítima e das ondas que de mansinho chegavam até ela .
Solitária …abandonada….?
Não
O  dono cansado de esperar por um resultado que a sua cana lhe pudesse proporcionar resolveu refugiar-se , também ele disfrutando do ambiente acolhedor daquele dia, comendo a pequena refeição que levara,  pois tudo indicava que o dia ia ser longo para obter o que desejava.
Eis que .
A cana  tremeu….balançou…curvou….e em segundos o seu dono  agarrou-se a ela com toda a determinação e adrenalina fazendo o que todos os pescadores o fazem nessa altura…puxando e enrolando a linha e esperando……
Chegou ao fim e não , não era besugo, dourada , robalo, era um molhe de limos…
A fisionomia não se alterou, o ritual manteve-se , depois de jogar os limos ao mar , novamente pôs a isca no anzol, e a sua cana ali ficou direitinha .

Ele  o pescador paciente, acendeu um cigarro  e foi para o seu refúgio sempre com os olhos postos na sua cana esperando que aquele mar lhe desse o que desejava

quarta-feira, 20 de março de 2019